Dicas para evitar as cáries pós-Páscoa

O mês de março já começa com a movimentação em torno da Páscoa, uma festa que mobiliza muitos brasileiros. Por tradição, o chocolate se tornou um protagonista e, ao mesmo passo que seu sabor encanta, os seus resíduos podem se tornar um problema para os dentes. As crianças, principalmente, que tem dentes em formação e não tem o conhecimento, em alguns casos, para fazer uma limpeza completa, podem ter enormes problemas com as cáries.

Como o chocolate atua nos dentes?

Existem diversas questões a serem observadas na ingestão do chocolate. Para os seus dentes, a quantidade de chocolate ingerido não é fundamental e sim, a quantas vezes ao dia isso vai acontecer. Durante a Páscoa é muito comum não ter hora para comer, isso provoca o aumento da placa bacteriana, principalmente nos chocolates ao leite que tem maior quantidade de açúcar.

Para compreender a gravidade, as cáries são deteriorações dos dentes provocadas por diversos fatores. Predominantemente, o estilo de vida e hábitos dos indivíduos contribuem de maneira determinante para o aparecimento delas. Siga 5 dicas para evitar cáries no período da páscoa e em diversos outros:

  • Regularidade no consultório do dentista – descobrir qual a motivação das cáries, bem como agir na prevenção é fundamental e só um profissional pode agir de maneira correta.
  • Escovação após as refeições – com o objetivo de remover o biofilme, causadores das bactérias provocadoras das cáries, a escovação mantém seus dentes limpos, sua boca saudável.
  • Fio dentalseu uso é fundamental para remover a placa bacteriana que deteriora a gengiva, abre portas para doenças na boca e provoca mau hálito.
  • Redução de açúcar – ele é grande fator para aumento da quantidade de bactérias na boca. Na Páscoa dê preferência aos amargos e meio amargo.
  • Beba água – a ingestão de líquido, principalmente a água, acelera a salivação que é importante para equilibrar o pH da boca e realizar uma limpeza natural do organismo.

Para conhecer um pouco mais sobre cáries, conheça os três os tipos existentes:

  • Coronária – É a mais comum. Localiza-se na superfície com maior contato com a mastigação e também pode ser encontrada entre um dente e outro.
  • Radicular – Provoca a retração da gengiva, deixando parte das raízes expostas. É muito comum em pessoas com idade mais avançada.
  • Recorrente – É um tipo de cárie que atinge as restaurações dentárias provenientes de outros tratamentos, bem como as coroas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>