O que é Cirurgia Ortognática?

Esse tratamento é indicado para pessoas com problemas de deformidade nos ossos da face e dentes, visando equilibrar a anatomia do rosto humano. Muitos têm problemas subsequentes a tais situações que implicam em ocorrências fisiológicas, não excluindo, naturalmente, os quesitos de ordem social que uma pessoa com alguma deformidade, principalmente na face, tem. A cirurgia ortognática é a mais indicada quando o aparelho ortodôntico não é capaz de solucionar essas questões.

Ela se enquadra quando a problemática não atinge apenas o posicionamento dentário, mas tem ligação com a estrutura fácil dos ossos. A operação é uma correção completa e que traz muitos benefícios aos que escolhem esta opção. Para chegar a tal diagnóstico são necessários exames de precisão para atingir objetivamente o local em questão. Quando o assunto é face, não há a hipótese de erro. A Tomografia Cone Bean por ser mais completa e ter uma definição superior frente as outras, ajuda o profissional a realizar o procedimento de maneira mais assertiva.

O processo se inicia com a análise dos resultados, e preparação dos dentes que pode levar de seis meses a um ano de tratamento ortodôntico preliminar. Apenas após isso é feito a moldagem para que haja uma prévia a título de estudo e para a confecção dos modelos de gesso. Apenas após o processo completo, o paciente é operado. Subsequentemente ao procedimento, os ajustes são feitos na oclusão para que, enfim, o paciente encontre-se em alta.

Cirurgia é feita em ambiente hospitalar e com anestesia geral

Ainda são feitos exames complementares naturais para a realização de qualquer procedimento invasivo. O pré-operatório é fundamental. A cirurgia é feita normalmente por dois profissionais e não deixa qualquer marca, já que sua realização é pela boca do paciente. A alta depende muito da recuperação da anestesia, mas o padrão é a alta hospitalar sair na manhã posterior a intervenção.

Sugere-se que se realize a cirurgia ortognática após os 17 anos de idade, momento em que os ossos da face estão no final da sua formação. Para evitar as deformidades nem sempre a prevenção é possível, quando há herança genética em questão ou uma má formação congênita. Entretanto, alguma são evitáveis com procedimentos ainda na infância, o que mostra a importância da ida ao dentista desde cedo. Marque hoje mesmo uma avaliação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>